Flora Vaginal

Flora Vaginal-1-1

1. O que é a flora vaginal?

A flora vaginal é um conjunto de micro-organismos que habitam a vagina sem causar doenças ou sintomas. Podem ser bactérias ou fungos. Você pode estranhar, mas vivem em harmonia entre eles. 

A flora vaginal é a responsável por proteger a região íntima contra os micro-organismos do mal, aqueles que causam doenças. Você sabia que boa parte da flora é composta por lactobacilos?

Flora Vaginal-1-1

 

2. É normal ter corrimento? Corrimento é sinal de infecção?

A vagina saudável pode ter uma secreção branca, transparente ou amarela clara em quantidade pequena ou moderada. Você já reparou que ao longo do mês a secreção natural vai mudando de aspecto? A presença de odor desagradável, coceira, vermelhidão, ardência e aumento na quantidade de corrimento são sinais de que algo não vai bem, e é bom marcar uma consulta com o ginecologista.

Flora Vaginal-3

 

3. Quais são os motivos que interferem na flora vaginal?

Vários fatores influenciam a flora vaginal, entre eles, alimentação, uso de medicações e maus hábitos. Nossa, não dá nem pra acreditar né? 

O excesso de doces pode acidificar a vagina exageradamente. Além disso, o uso de antibióticos para tratar infecções do corpo aumenta o número de fungos na vagina. 

Aquilo que nossas mães falavam é verdade: ambiente íntimo abafado por roupa íntima sintética ou uso de calças grossas o dia inteiro também altera a flora vaginal.

Flora Vaginal-4

 

4. Quem pode usar protetor diário?

Os protetores diários são indicados para dar maior sensação de limpeza na região íntima bem como menor chance de odores fortes na região genital, além da absorção de secreções naturais, como o corrimento vaginal, resquícios da menstruação ou secreções pós-atividade sexual. Todas as mulheres podem usar protetor diário se desejarem. 

Você já parou para pensar sobre isso? É bem importante saber que os protetores diários, que permitem arejamento da região genital, não interferem na flora vaginal, mesmo aqueles tratados com antibactericida, pois esse efeito só ocorre no próprio protetor. 

Você pode estar perguntando a cada quantas horas deve-se trocar o protetor diário, né? A resposta é até a cada quatro horas para manter a saúde íntima.

Flora Vaginal-5

 

5. De que material é feito um protetor diário?

O protetor diário é feito de celulose (material que absorverá a umidade mantendo a pele seca) e de uma capa de material plástico (impermeável, ficará em contato com a calcinha). O protetor diário pode ter furinhos para permitir a aeração da região genital.

 

Dra. Zsuzsanna Jármy Di Bella