PAPO SOBRE REGIÃO ÍNTIMA: DRA. REBECA GERHARDT RESPONDE AQUELAS DÚVIDAS QUE QUASE TODES TÊM (OU JÁ TIVERAM)

intimus_site-artigo_capa

É super natural que a gente tenha dúvidas sobre a nossa região íntima. E com todos os estigmas relacionados ao nosso corpo, falar abertamente sobre essas questões e encontrar as respostas certas para elas são pontos importantíssimos.
Por isso, convidamos a Dra. Rebeca Gerhardt, ginecologista e obstetra, para responder algumas dúvidas frequentes.
Gostou? Então, bora tirar essas dúvidas aqui!

Faz mal usar protetor diário?

intimus_site-artigo_ilustracao-1

Se usado corretamente (trocar a cada 4 horas), não faz mal. A ideia é que ele diminua o contato das secreções vaginais com a pele e deixe a região genital livre de umidades. Mas se você apresentar alguma secreção vaginal diferente, com odor e coceira local, procure o seu GO para ajudá-la.

Sobre desodorantes íntimos, é seguro usar spray nessa região?

intimus_site-artigo_ilustracao-2

Os desodorantes íntimos foram desenvolvidos especialmente para o uso na região genital! Se você costuma transpirar na virilha, e isso a incomoda, talvez lançar mão deles possa ser uma boa opção. Antes do uso, verifique com seu ginecologista se está tudo bem com a sua saúde vaginal, ok?

Quais são as bactérias boas que habitam a zona íntima?

intimus_site-artigo_ilustracao-3

Um grupo de Lactobacillus é responsável por manter a nossa flora vaginal equilibrada, como: Lactobacillus inner, Lactobacillus crispatus, Lactobacillus gasseri ou Lactobacillus jensenii. Essas bactérias tornam o ambiente vaginal levemente ácido e inibem o aparecimento de infecções.

A falta de bactérias boas é o que causa vaginose citolítica?

intimus_site-artigo_ilustracao-4

É exatamente o contrário! Algumas mulheres têm proliferação excessiva de Lactobacillus e acabam evoluindo com o aparecimento de corrimento em excesso, acompanhado de coceira intensa e sensação de queimação. Esses sintomas são confundidos com a candidíase.

Qual o primeiro sinal de que algo não está normal na vagina? É relativo entre mulheres?

intimus_site-artigo_ilustracao-5

Fique atenta, por exemplo, à coceira local, corrimentos com odor que lembram “peixe podre”, dor durante a relação sexual e sangramento vaginal fora do período menstrual – todos esses sinais indicam que sua saúde íntima merece cuidado e precisa de um ginecologista.

É possível que alguns alimentos nos causem problemas ginecológicos? E quais são esses alimentos?

intimus_site-artigo_ilustracao-6

Sim, uma dieta com excesso de carboidratos pode ser a causa de quadros recorrentes de candidíase. Com pequenos ajustes nutricionais, nota-se uma melhora importante dos sintomas. Manter hábitos alimentares saudáveis e uma boa ingestão de água, sabidamente, contribuem para a saúde genital.

É normal quem nunca teve relação sexual ter corrimento e sentir dores no pé da barriga?

intimus_site-artigo_ilustracao-7

Quem nunca teve relação sexual pode apresentar uma secreção vaginal considerada normal, se não for acompanhada de dor, odor ou coceira. Já as dores abdominais, com ou sem corrimento associados, precisam ser investigadas.

Qual a diferença de cândida e lactobacillus sp?

intimus_site-artigo_ilustracao-8

Cândida é um fungo que, quando presente, pode levar a desconfortos vaginais, como coceira e corrimento branco. Já os Lactobacillus são bactérias que naturalmente habitam a flora vaginal, responsáveis por manter o pH local equilibrado.

Tenho problema com cândida regularmente, já fiz inúmeros tratamentos e vejo que as vezes aparece um "corrimento amarelo" quando tenho mais estresse no dia a dia. Há cura para isso?

intimus_site-artigo_ilustracao-9

Você pode ter o que chamamos de Candidíase vaginal recorrente. Casos como o seu exigem tratamento com medicamentos por um tempo mais prolongado, ajustes no cuidado vaginal, melhoria no padrão alimentar e manejo de stress emocional. Não deixe de pedir ajuda para o seu ginecologista.